top of page

Inédito no Brasil, “O aniversário de Juan Àngel” foi escrito em 1971, dois anos antes de iniciar a ditadura no Uruguai, Mario Benedetti parece já se dar conta da dor dos militantes que, no ensejo de livrar seus países das garras dos militares, padecem pela derrota e pela perseguição.

Todo escrito em frases entrecortadas, como que fossem versos, esse é o romance mais experimental do autor uruguaio. Nesse livro, o leitor só tem acesso aos pensamentos e às ações do protagonista durante os seus dias de aniversário. Membro da classe média uruguaia, acompanhamos desde seu crescimento, vendo suas primeiras compreensões dos conflitos familiares, acompanhando seus relacionamentos amorosos e verificando também a tomada de consciência dos problemas políticos do seu país.

 

A brevidade da obra, seu transparente simbolismo, a beleza da linguagem, a raiva e a indignação fazem com que esse livro se torne uma rara joia da literatura latino-americana. Mesmo sendo um dos escritores mais celebrados da América Latina, quando Mario Benedetti (1920-2009) foi perseguido pela ditadura de seu país e teve que morar no exterior por 12 anos.

 

Tradução: André Aires

O Aniversário de Juan Àngel

R$ 64,90Preço
  • Pinard resgata dois romances latino-americanos publicados nos anos de chumbo

    A nova campanha de financiamento coletivo da editora Pinard, realizada na plataforma catarse, traz à tona dois grandes títulos inexistentes no Brasil que foram produzidos durante os anos de chumbo e que se tornaram referência no continente: “Eu o supremo” (1974), do paraguaio Augusto Roa Bastos, esgotado desde a década de 1980, e “O aniversário de Juan Angel” (1971), de Mario Benedetti, inédito no Brasil.


    Ler Mais: https://www.literaturabr.com/2021/05/22/pinard-resgata-dois-romances-latino-americanos-publicados-nos-anos-de-chumbo/

bottom of page